40ª edição do Projeto Gêmeos em Pediatria é marcada pelo elevado conteúdo científico

O principal e tradicional evento do CAEPP, Projeto Gêmeos em Pediatria, aconteceu de 07 a 09 de junho, em São Paulo, reunindo os mais importantes nomes da pediatria do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Dividido em duas salas: Urgências e PS e Consultório de Pediatria, o encontro levou aos 200 participantes as mais novas tendências em diagnóstico e tratamento aos pacientes pediátricos.

“Nosso evento já faz parte da agenda dos profissionais que buscam reciclar conhecimento, bem como aos que desejam trazer as suas experiências para serem discutidas com os nossos professores. O formato intimista do Projeto Gêmeos proporciona aos participantes a ter contato direto com os palestrantes, o que torna o nosso evento bastante procurado”, disse o médico Dr. Benito Lourenço, coordenador do Projeto Gêmeos em Pediatria.

Assuntos relevantes nas condutas pediátricas foram apresentados em conferências, discussão de casos clínicos, colóquios e opiniões de especialistas. “Quando pensar em lúpus” foi conferência apresentada na Sala Consultório de Pediatria pelo Professor Dr. Clóvis Arthur Almeida Silva que destacou a importância do tema para os profissionais pediátricos para um melhor e mais rápido diagnóstico. “A primeira aula que ministrei foi em uma edição do Projeto Gêmeos há mais de 30 anos. Esse encontro tem um aspecto muito relevante, pois muitos pediatras brasileiros preferem ao nosso evento a um tradicional congresso, porque damos a oportunidade para que possam discutir individualmente com os professores. Um dos nossos principais diferenciais são as apresentações baseadas em casuísticas nacionais. A minha aula, por exemplo, já foi apresentada na Grécia e Argentina e a apresentarei também na Holanda e Colômbia. O Instituto da Criança não só forma profissionais, mas desenvolve pesquisas de valor internacional com o perfil dos nossos pacientes. Por isso, o nosso evento vem inovando a cada edição, não só em relação à ciência, mas também em relação aos assuntos importantes para o atendimento a crianças e a adolescentes”.

A Profª. Dra. Sandra Josefina Ferraz Ellero Grisi também relembrou a história do Projeto Gêmeos. “Trata-se de um projeto muito importante do Departamento de Pediatria do Instituto da Criança. O encontro começou dedicado à atualização dos nosso ex-residentes, mas logo depois, dado ao grande interesse de profissionais de outras instituições, expandiu-se e tem sido, nesses anos todos, uma oportunidade de atualização na pediatria, com excelentes avaliações. Considero também o evento uma forma do nosso Departamento, como pertencente a uma instituição pública, reverter para a sociedade a nossa experiência e conhecimento na atualização de profissionais para o melhor atendimento ao paciente pediátrico”.

“Participar do Projeto Gêmeos é uma grande honra. Conheço o evento desde quando fui residente de pediatria no Instituto da Criança e, desde então, considero o evento um grande ganho para a Instituição que permite divulgar o que fazemos a pediatras de outros serviços para a troca de conhecimento”, disse a Dra. Ana Paula Scoleze Ferrer que ministrou a aula Avaliação do desenvolvimento infantil, na Sala Consultório de Pediatria.

A cada edição, novas condutas e conceitos são trazidos aos participantes. Entre esses, a medicina do adolescente tem sido bastante discutida nas edições do Projeto Gêmeos. A Dra. Lígia Bruni Queiroz falou sobre Aspectos preventivos da consulta do adolescente: rastreamentos e intervenções precoces. “A adolescência é uma etapa da vida desafiadora e complexa, porque envolve muitas transformações, tanto do corpo como a forma de estar, de sentir e agir nesse período da vida. Por isso é muito importante incluir e falar sobre esse atendimento ao pediatra e prepará-lo para essa clínica. Trazer essa temática em um evento como o Projeto Gêmeos é fundamental”.

A Dra. Ana Maria Escobar, que participou na Sala Consultório de Pediatria com o tema O lactante com choro inconsolável: pode ser cólica?, considera essencial encontros como o Projeto Gêmeos na atualização dos profissionais pediatras. “Hoje o conhecimento é muito amplo. Na hora que reunimos pessoas que estudam determinados assuntos para essa troca de ideias, todos ganham, tanto para os participantes como os professores que apresentam seus mais recentes estudos”.

Dra. Mariana Granato, que também se apresentou na Sala Consultório de Pediatria com o tema Avaliação da criança com dificuldade de aprendizado, também considera o Projeto Gêmeos uma importante iniciativa para a atualização dos profissionais pediatras. “A medicina muda muito e o nosso evento, a cada edição, traz aos profissionais participantes os recentes estudos e discussão de casos clínicos, apresentados por professores gabaritados e especialistas em diferentes áreas, oferecendo, assim, uma oportunidade ímpar para os profissionais se atualizarem e levarem para os seus serviços condutas que podem auxiliá-los no dia a dia, bem como possibilita a troca de experiências entre diferentes serviços”.

A Dra. Milena de Paulis, uma das conferencistas da Sala Urgências e OS com o tema TEC em pediatria: abordagem baseada em evidências Milena, disse que o Projeto Gêmeos ser muito importante, primeiramente porque o Instituto da Criança é uma referência e reconhecido pela excelência em atendimento e pesquisas. Para a profissional ter uma sala dedicada a Emergência é fundamental na atualização do profissional pediatra. “A maioria dos profissionais têm como o primeiro local de trabalho na emergência, além disso muitas questões de consultório são referentes a situações de emergência e pronto-socorro. Também não podemos esquecer que a Emergência é reconhecida como área de atuação, sendo assim, é cada vez mais importante melhorarmos nosso atendimento através desses projetos que levam o conhecimento para todos os médicos que trabalham nesse campo, e Instituto da Criança sempre esteve à frente tendo como objetivo a disseminar o conhecimento a todos”.

A grade científica do Projeto Gêmeos, sempre tão elogiada pelos participantes, traz diferentes temas para a discussão. A Dra. Maria Fernanda Badue, participante da Sala Consultório de Pediatria com o tema Diagnóstico e seguimento em consultório – sífilis, considera o Projeto Gêmeos importantes na discussão também de dados epidemiológicos atuais. “É muito importante essa discussão, principalmente porque estamos vivendo o reaparecimento de doenças antigas e o nosso evento é uma excelente oportunidade para a apresentação das novas técnicas de diagnóstico, tanto para os profissionais da casa, como para os profissionais que vêm até nós em busca de reciclagem”.

As aulas do Projeto Gêmeos foram todas gravadas e serão comercializadas pela empresa MEDICINE.

Não deixe de acompanhar o nosso site e conheça todos os nossos cursos de atualização, extensão e especialização.



Institucional

Cursos

Localização

Redes Sociais

Rua Galeno de Almeida, 148 - 3º Andar

Cerqueira Cesar - São Paulo   

CEP: 05410-030

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco

© Copyright 2019     |     CAEPP - Centro de Apoio ao Ensino e Pesquisa em Pediatria - Criado por: CAEPP